Almanaque vem do árabe al-manakh, que é o "lugar em que o camelo se ajoelha". Ponto de reunião dos beduínos para conversar e trocar informações sobre o dia-a–dia.


quarta-feira, 19 de julho de 2006

45º DIA - Outro dia entre Tantos

Um dos poemas mais belos que já li; de autoria da Poetisa Elisa Lucinda
 
Apetite sem Esperança

Mãe eu tô com fome
eu dizia eu gritava eu mugia
minha vó zangada respondia
você não está morrendo e nem tem fome
Você tem é apetite
Você sabe que vai comer, aonde comer, o quê vai comer.
Fome não! A fome, minha neta,
a fome, meu irmão,
a fome, minha criança,
é um apetite sem esperança.
Quando há certeza de cereais, toalhas americanas,
guardanapos e alegrias da coca-colândia
não há fome de verdade.
Minha vó já dizia pra mim um futuro de Brasil.
Minha vó nem viu edifício crescer no lugar de pão
no lugar de trigo
nem viu criança com infância de semáforo
vendendo mariola barata, criança que mata
porque seu quintal tá sempre no vermelho
criança cujo ralado de joelho
dói menos do que o não morar, não existir, não contar
com a fome tenaz
Não há tenaz na escola
há só a cola de cheirar a dor doída
de um monstro estômago a roncar
um animal doído dentro do corpo a uivar
todo dia, sem boa vista, sem quinta zoológica onde morar
Com a fome das crianças brasileiras
forra-se a mesa, arma-se o banquete
dos que sempre tiveram apenas apetite.
A faminta criança foi apenas o álibi, o cardápio, o convite.
Desmamada ela cresce procurando o peito da pátria amada
uma banana, uma manga, uma feijoada
e a mãe pátria diz nada.
Tem ela apenas o horror, o descalor, a calçada
um ódio a todos os tênis dos meninos nutridos
um ódio a mochilas, a saudáveis barrigas
com contínuo furor de assaltar os relógios
um deter o tempo que é o seu verdadeiro balão
um cai-cai balão que só cai à mão armada.
A fome gera a cilada de uma pátria de não irmãos.
A gente podia ter gripe, asma, catapora, bronquite
A gente podia ter apetite mas fome não.
Minha vó bem que dizia sem errança:
fome é um apetite sem esperança.

(Escrito especialmente para a Campanha Ação da Cidadania Contra a Miséria e Pela Vida/ Betinho / 93. Encenado pela Cia. Teatral do Movimento sob a direção de Ana Kfouri)

2 comentários:

André, um Jerico disse...

Resolvi me dar férias! E não foram só férias do trabalho não, férias de um tantão de coisas que não consigo cortar o cordão umbilical, até do meu laptop. Daí essa ausência que os submeti. Eu sei, eu sei, vocês sentiram muita falta. Recebi todas as mensagens e protestos, os pedidos imperiosos para que retornasse, os clamores chorosos por um sopro de meu hálito vital (ai doeu), um... pára!!



Sumi mesmo, como tenho feito com mais freqüência do que antes, até por inabilidade e incompetência de me desligar da lista de quefazeres que me proponho participar. Isso inclui os projetos e tarefas que me envolvo, os que coordeno, os que me omito, os que mergulho, os que me cansam, os que me enobrecem, os que me entristecem, os que me enriquecem. Projetos de outros e para outros, mas que não tem sido úteis em suficiente tamanho para colocar-me nos trilhos e equilibrar-me nos fios da placidez, pelo contrário, tem me sacrificado por demais, tirando o prazer que sempre foi constante nesses empreendimentos.


Dei uma pifada legal: esgotamento.



Eis que depois de 18 anos retornei a psicanálise Junguiana e já tenho sentido as estocadas que esse novo trabalho promove. Dói!



Durante 15 anos esqueci que eu também carecia de cuidados. Talvez por fuga ou covardia preferi cuidar de outros. Virei um eu meio equivocado.



Gostei,



Euquivocado!


Quem sabe sai um livro.






...



Galera eu sumi mesmo!!



Pensei em desculpar-me nos blogs dos queridos que me visitam mas me deu uma preguiiiiiiça. Vou fazer uma declaração de domínio público aqui... tomara que todos vocês leiam e voltem a comentar aqui no Jerico.


Desculpas, beijos e abraços enormes pra Roma (cadê?), Lu e Mi (chatonildas), Mequinho, Bela, Jacque (sentindo sua falta), Moniquinha (saudade), Edson, Silver, Fal, Daniela Mann, Luma (flor), Catherine, Beth (querida!), Mônica Sangalo, Afonso, Flavinha, as mineiras, etc...




...



Eu volto, mas volto devagarinho ok?

Anônimo disse...

That's a great story. Waiting for more. dental insurance Impotent cialis erection penis teen pussy Brazil divorce laws sony vaio pcg c1mhp hard drive Lcd soundsystem rar password