Almanaque vem do árabe al-manakh, que é o "lugar em que o camelo se ajoelha". Ponto de reunião dos beduínos para conversar e trocar informações sobre o dia-a–dia.


quarta-feira, 1 de agosto de 2007

53º DIA - Censura, Propaganda e Cerveja....

Alguém ai assistiu recentemente as propagandas sobre "Censura" veiculadas pela Associação Brasileira de Propaganda? Algo ali me incomodou desde o primeiro dia em que assisti a mesma!
Se alguém não assistiu o resumo é o seguinte: um homem aparece fazendo propaganda de certos produtos (bola, lápis etc...) e na medida em que ele cita as vantagens do objeto, tece considerações sobre os riscos inerentes, e no "rodapé" da imagem vem frases como: "se os chutes para fora persistirem, um técnico deverá ser consultado", " use com moderação moderada" etc...claras referências aos informes que acompanham as peças publicitárias de remédio e bebidas alcóolicas! um narrador termina a apresentação dos atores dizendo que "há pessoas que vêem risco em tudo! E acabam prejudicando o seu direito a boa informação!" Ao fim da mesma ela se anuncia como estando ja a 70 anos combatendo a censura na propaganda brasileira!
Bem o porque de tocar nesse assunto? Vou expor algumas "vistas de um ponto!" como diria Leonardo Boff.
1. interessante que a propaganda tenha sido veiculada no mesmo mês em que o Ministério da Saúde vem rediscutindo as ações de prevenção ao alcoolismo! Inclusive com a possibilidade de, ao modo do que foi feito com o tabaco, ser proibida a veiculação de propagandas de bebidas alcoolicas! Bem, ai talvez seja encontrada a causa da "suposta" censura combatida pela ABP: eles perderiam as maiores contas de publicidade do país..."ou seja, cerveja!" e por isso não tenha "descido redondo" garganta abaixo a possibilidade de perder tanto dinheiro! A politica de redução de danos provocados pelo alcoolismo, "É ponto!" para o Ministério da Saúde! Mas plagiando nossos amigos da ABP, enquanto o Governo Federal preocupa-se em discutir seriamente o alcoolismo como problema de saúde pública, eles enxergam apenas perigo!
2. Interessante que a Rede "Globe" seja uma associada dessa mesma ABP (além da Editora "April" que edita a revista "Look"); e é claro que a "Globe" não gostaria de ver seu horário nobre assistir a perda daquelas que são talvez as mais importantes propagandas veiculadas na tevê aberta!
3. Nesses momentos eu sempre me deparo com a situação de que até hoje não consigo digerir o fato de que os profissionais de comunicação e jornalismo, não tenham um conselho federal, como os tem todos os outros profissionais! E pior quando se toca nesse assunto, existe um frisson, uma comoção como se essa discussão fosse um eufemismo para censura! Acreditam alguns que isso é como o que aconteceu com o "Tribunal da Santa Inquisição" que hoje se chama "Congregação para a Doutrina da Fé"!
4. Quando se inicia esse debate, temos que nos deparar com falas como a de Jô Soares, que se tem motivos para temer a censura por tê-la vivenciado, perdeu capacidade critica de diferenciar entre o que é "liberdade de imprensa" como "libertinagem da Imprensa", uma é o direito a informação limpa, clara, crítica e acima de tudo imparcial, a outra é Rede "Globe" e Revista "Look", em que tudo é dito como se dono oda verdade, em que se omite falas e explicações para montar a sua versão limitada e parcial para vender a verdade um grupo! E na esperança de que seja tão odifundido que isso talvez torne-se verossímil!
5. Quando anos atrás o Sr. Jô Soares entrevistou a então Senadora Heloisa Helena, quando discutia o papel da televisão, o entrevistador disse que a tevê não tem função de educar, o que muito pertinente foi rebatido pela Senadora com a frase: "mas ela não pode deseducar!". Isso serve a todos os meios de comunicação: relatar os fatos, comentar os fatos politicos, investigar e denunciar....mas jamais mascarar a verdade ou moldá-la para encaixar-se dentro de interesses particulares, por que ai não é imprensa...é crime!
6. Nesses dias em que estava passeando com meus dois animaizinhos de estimação "inteligência" e "senso crítico" pelas ondas da tevê aberta, me deparei com uma entrevista na emetevê, em que era perguntado a alguns cantores sobre censura na internete, e para minha surpresa, muitos dos entrevistados eram favoráveis ao controle estatal dos conteúdos e dos acessos a determinados sitios! Botei a guia nos meus dois companheiros, por que ameaçavam a todo instante morder os entrevistados! Pareceu-me ser meio esquizofrênico isso: "controle do conteúdo dos canais abertos de tevê é censura, dos conteúdos da internet é necessidade".
7. Sendo contrário a qualquer tipo de censura, imagino que se fosse para escolher uma delas: eu preferiria a censura de um canal de tevê, que é uma concessão pública cujo controle foge a capacidade de organização social, já que qualquer televisão pode capatar e decodificar as imagens que nos chegam, do que a rede de internete, que além de restrita, demanda uma procura por conteúdos, ou seja aquela informação só chega a quem atrás dela está!
8. E essa postura emetevê de ser demonstra uma outra condição escondida: as redes de tevê aberta (e de rádio também), são monopolistas e portanto a elas ninguém consegue fazer frente: ou seja quando o casal 20 da Rede "Globe" diz algo, qual organização social consegue com igual abrangência e rapidez contrapor ao monológo dos dois? Mas na internet não! A internet não! nela ( a exemplo do que eu mesmo estou fazendo!) todas as idéias cabem, e você escreve o que quer escrever, e essa capacidade de interação entre as pessoas permite fazer frente ao monopolio de informação; e pela primeira vez vc vê a grande midia tendo de fazer esforço para se explicar a população (veja o caso "Criança Esperança" em que um e-mail que anda circulando afirma que a rede "Globe" lucra com as doações feitas pela população ao abater do imposto de renda os valores arrecadados, o que obviamente, numa avaliação mais crítica, pode-se afirmar que se trata de uma afirmação equivocada; mas que tem dado trabalho a rede "Globe" para reverter essas informações). A revista "Look" é outra que vem perdendo espaço e entrado em conflito direto com internautas que tem em diversos locais manifestado repúdio a mesma, basta ver que as maiores comunidade do sitio de relacionamentos (orkut), são de descontente com a mesma (a comunidade "Leu na Veja? Azar o seu...", contabiliza exatos 56.621 participantes)...numa contagem por baixo, mais de trinta das maiores comunidades em números de participantes são contrárias a "Look". Talvez por isso censura na internet pode!
9. Bem isso só me faz ter certeza de um coisa: da próxima vez minha "inteligência" e o "senso crítico" só saem de casa de coleira, guia e para passeios bem rápidos, evitando paradas prolongadas em looks, globes e emeteves da vida!

2 comentários:

Nana disse...

Ótimo texto! Concordo com tudo.
Beijo

Flávia disse...

André, também concordo contigo. E como sempre, tu continuas inspirado, hein!
A princípio, eu tinha achado aquela propaganda meio sem pé nem cabeça... Duvidei da minha capacidade de entendimento... Gostei das vistas desse ponto.
Beijos